fbpx

Follow us on social

Tether

Pesquisa revela que 67% do Tether é usado para manipulação de mercado

Compartilhe com seus amigos

Prática de negociações falsas é utilizada para atrair novos clientes. 

 

Separador de texto - Tether.

O Blockchain Transparency Institute (BTI) coletou evidências de que a stablecoin Tether (USDT) é utilizada muitas vezes para influenciar os mercados de criptomoedas. A prática de vender e comprar para criar um suposto volume de negociações foi observada em 67.3% de todas as atividades de negociações utilizando Tether.

 

Tether

 

A pesquisa realizada pelo BTI mostrou que a prática de wash trading que ocorre entre as principais criptomoedas é alarmante. Ao calcular a desigualdade entre volumes relatados e ajustados de cada criptoativo, o instituto identificou o volume que é falsificado entre as exchanges de criptomoedas.

O Teher, maior stablecoin em volume e a quarta maior criptomoeda de acordo com o seu market cap, foi considerado um dos ativos que mais possui práticas de wash trading. De acordo com o site BTI, estima-se que 67.3% do volume de Tether seja falsificado por negociações artificiais, que têm como objetivo criar volumes de negociações para que as plataformas consigam atrair novos clientes.

O último relatório divulgado pelo BTI sobre wash trading envolveu 40 corretoras de criptomoedas e mostrou que a prática dessa atividade diminuiu 35,7% em 2019.

 

Separador de texto - Tether.

 

Volumes verdadeiros e falsos de moedas

As exchanges mais “limpas”, de acordo com a pesquisa, são a Coinbase, Upbit, Poloniex e Kraken. Já as que possuem maior percentual de práticas de wash trading, analisando o volume das principais 40 exchanges, são a OKEx e Bibox. 

Os volumes falsos dessas corretoras excedem 75% do volume total. Mesmo assim, seus volumes reais, desconsiderando as operações de wash trades, ainda as colocam no top 20.

O número total de negociações de wash trading de todos os ativos podem ser encontrados clicando aqui.

 

Separador de texto - Tether.

 

Polêmica envolvendo a pesquisa

Após a publicação desse relatório, o CEO da exchange OKEx desafiou o Blockchain Transparency Institute em seu perfil no Twitter, apostando 100 Bitcoins que o relatório está errado: “Se pudermos provar que 10% ou mais do nosso volume é real, vocês me dão 100 BTC. Se não pudermos, eu lhe dou 100 BTC”.

 

 

 


Compartilhe com seus amigos

Gostou desse artigo? Seja o primeiro a ver outros conteúdos como esse.

About The Author

Somos a vanguarda da informação sobre Bitcoin e altcoins no Brasil.Desde 2013, fazemos iniciantes entenderem o que é criptomoeda e como funciona a blockchain e ajudamos especialistas a tomar decisões de investimento por meio de conteúdo original e notícias relevantes sobre as diferentes moedas digitais. Para isso, tornamos o conhecimento acessível em artigos, tutoriais, vídeos, podcasts e newsletters. Neles, informamos diariamente o valor do Bitcoin, Ethereum, Bitcoin Cash, Litecoin ou outros ativos, acompanhamos a movimentação do mercado de Bitcoin e seus efeitos sobre outras criptomoedas, avaliamos exchanges, moedas e outros projetos, trazemos especialistas para explicar conceitos e acontecimentos, e ensinamos desde operações básicas, como comprar Bitcoin, até mais complexas, como montar uma máquina de mineração.Se você quer ser o primeiro a saber disso tudo, acompanhe nossas redes sociais.