fbpx

Follow us on social

ONU - criptomoeda - Coreia do Norte

Especialistas em sanções da ONU pedem que a comunidade de criptomoedas fique longe da conferência de moedas virtuais da Coreia do Norte

Compartilhe com seus amigos

Em novembro de 2019, um cidadão americano foi preso por ter participado de uma conferência de criptomoedas norte-coreana.

 

Separador de texto - Bitcoin.

 

Especialistas em sanções da Organização das Nações Unidas (ONU), emitiram um alerta para que a comunidade de criptomoedas não compareça à próxima conferência sobre moedas virtuais da Coreia do Norte que ocorrerá em fevereiro. 

A ONU acredita que o governo norte-coreano está buscando medidas para violar sanções, segundo informações que constam em um relatório confidencial que deve ser enviado ainda neste mês ao Conselho de Segurança da ONU.

Separador de texto - Bitcoin.

O portal de informações Reuters informou que o relatório alerta que as apresentações na última conferência “incluíram discussões explícitas sobre criptomoedas para a evasão de sanções e lavagem de dinheiro”.

A Coreia do Norte está sob sanções da ONU desde 2019 por conta dos programas de mísseis nucleares e balísticos. Essas medidas levaram o governo do país a buscar formas alternativas para ganhar dinheiro.

A ONU informou anteriormente que a Coreia do Norte arrecadou cerca de US$2 bilhões através de ataques cibernéticos “generalizados e cada vez mais sofisticados”, para roubar bancos e fundos de exchanges de criptomoedas.

Separador de texto - ONU - criptomoedas - Coreia do Norte.

Primeira conferência

Em abril de 2019, a Coreia do Norte realizou sua primeira conferência sobre blockchain e criptomoeda. 

O cidadão americano Virgil Griffith, pesquisador da Ethereum Foundation, foi preso em novembro do ano passado por ter participado da conferência. Griffith é acusado de violar a Lei Internacional de Poderes Econômicos de Emergência.

De acordo com o comunicado da justiça dos EUA, na conferência o pesquisador realizou uma apresentação para dar “conselhos técnicos sobre o uso de criptomoedas e da tecnologia blockchain para evitar sanções econômicas”.

Separador de texto - ONU - criptomoedas - Coreia do Norte.

O governo dos EUA, afirmou que Griffith estava incentivando outros cidadãos americanos a participarem da conferência que ocorrerá no próximo mês na Coreia do Norte. 

O site da conferência informa que os americanos podem participar, e enfatiza que os passaportes não serão carimbados, “para que não haja evidência da entrada no país”.

 

 

Cadastre seu e-mail para receber notícias e novidades em primeira mão.

Gostou desse artigo? Seja o primeiro a ver outros conteúdos como esse.


Compartilhe com seus amigos
About The Author

Somos a vanguarda da informação sobre Bitcoin e altcoins no Brasil. Desde 2013, fazemos iniciantes entenderem o que é criptomoeda e como funciona a blockchain e ajudamos especialistas a tomar decisões de investimento por meio de conteúdo original e notícias relevantes sobre as diferentes moedas digitais. Para isso, tornamos o conhecimento acessível em artigos, tutoriais, vídeos, podcasts e newsletters. Neles, informamos diariamente o valor do Bitcoin, Ethereum, Bitcoin Cash, Litecoin ou outros ativos, acompanhamos a movimentação do mercado de Bitcoin e seus efeitos sobre outras criptomoedas, avaliamos exchanges, moedas e outros projetos, trazemos especialistas para explicar conceitos e acontecimentos, e ensinamos desde operações básicas, como comprar Bitcoin, até mais complexas, como montar uma máquina de mineração. Se você quer ser o primeiro a saber disso tudo, acompanhe nossas redes sociais.