fbpx

Follow us on social

Opera

Navegador Opera passa a suportar pagamentos com Bitcoin na versão para Android

Compartilhe com seus amigos

O navegador Opera anunciou que as carteiras de criptomoedas dos mais de 300 milhões de usuários da versão para Android poderão enviar e receber Bitcoin (BTC) e integrar-se com a criptomoeda Tron (TRX). A iniciativa é pioneira em seu segmento.

Para usar o recurso, será preciso adicionar um cartão de Bitcoin ou TRON à carteira de criptomoedas nativa do navegador.

 

 

O suporte dessas criptomoedas é algo significativo. No caso do Bitcoin, será possível usá-lo para efetuar compras diretamente pelo navegador em sites de terceiros que aceitam a criptomoeda. Enquanto isso, a integração com o Tron será um benefício para os aplicativos descentralizados, fornecendo acesso a vários apps que vão muito além daqueles existentes na  Google Play e Apple Store.

Separador de texto - Bitcoin.

O navegador já suporta criptografia há um tempo. A primeira criptomoeda a ser incorporada ao sistema foi a Ethereum — disponibilizada no ano passado para Android e para Apple iOS neste ano.

Dos cinco principais navegadores, Chrome, Safari, Samsung Internet, UC e Opera, este foi o primeiro a integrar uma carteira digital para permitir que pagamentos sejam feitos com criptomoedas.

Separador de texto - Bitcoin.

 

Nos últimos meses, o navegador apresentou novos desenvolvimentos relacionados à Web 3 — termo utilizado para se referir a uma nova evolução da Web — envolvendo a criação de conteúdos de qualidade, o uso da tecnologia blockchain, de computação descentralizada e de criptomoedas.

O Opera lançou uma versão para iOS de seu navegador móvel que suporta Ethereum, bem como um explorador da Web 3, que permite aos seus usuários fazer transações e interagir com ela.

O chefe de criptografia do Opera, Charles Hamel, disse ao site CoinDesk que os aplicativos estão sincronizados e otimizados para a adoção de uma futura Web 3. Para ele, adicionar Bitcoin à carteira digital foi um desafio, por conta de suas diferenças.

“O Bitcoin é uma fera completamente diferente, que requer sua própria infraestrutura e tem um cenário de uso focado no pagamento.”

No entanto, Hamel vê a iniciativa como um passo lógico, afirmando que abrir o Opera a mais blockchains é essencial na missão de tornar o navegador mais relevante para qualquer pessoa que tenha uma carteira de Bitcoin e gostaria de, mais do que guardar, de fato usar suas criptomoedas.

Separador de texto - Bitcoin.

 

Você acredita que a integração de criptomoedas a smartphones impactará na adoção delas?

 

 

Cadastre seu e-mail para receber notícias e novidades em primeira mão.

Gostou desse artigo? Seja o primeiro a ver outros conteúdos como esse.


Compartilhe com seus amigos
About The Author

Somos a vanguarda da informação sobre Bitcoin e altcoins no Brasil.Desde 2013, fazemos iniciantes entenderem o que é criptomoeda e como funciona a blockchain e ajudamos especialistas a tomar decisões de investimento por meio de conteúdo original e notícias relevantes sobre as diferentes moedas digitais. Para isso, tornamos o conhecimento acessível em artigos, tutoriais, vídeos, podcasts e newsletters. Neles, informamos diariamente o valor do Bitcoin, Ethereum, Bitcoin Cash, Litecoin ou outros ativos, acompanhamos a movimentação do mercado de Bitcoin e seus efeitos sobre outras criptomoedas, avaliamos exchanges, moedas e outros projetos, trazemos especialistas para explicar conceitos e acontecimentos, e ensinamos desde operações básicas, como comprar Bitcoin, até mais complexas, como montar uma máquina de mineração.Se você quer ser o primeiro a saber disso tudo, acompanhe nossas redes sociais.