fbpx

Follow us on social

Petro Venezuela - criptomoeda

Maduro autoriza negociações de Petro com outras criptomoedas e moeda fiat

Compartilhe com seus amigos

Medidas buscam revitalizar a economia do país.

 

Separador de texto - Bitcoin.

 

Durante uma reunião realizada no dia 23 de outubro, no Palácio de Miraflores, o Presidente da Venezuela Nicolás Maduro anunciou que a partir de agora os três milhões de venezuelanos que possuem Petro podem negociar o token com moeda fiat e outras criptomoedas. 

“Hoje já começa a conversão de Petro […] para trocá-lo por outras criptomoedas, para trocá-lo por outro tipo de moeda e para comprar em rede de lojas e supermercados que já negociam com Petro como criptomoeda conversível”, declarou o Presidente da República.

 

 

Maduro disse que seu governo fornecerá a tecnologia necessária para todos os negócios no país que quiserem começar a aceitar pagamentos com criptomoedas,  pedindo aos empresários e comerciantes que considerem adotar esse sistema, pois essa mudança pode contribuir para a revitalização da economia do país.

“Se você tem uma boa loja, um bom supermercado ou vende eletrodomésticos, adote o sistema de pagamentos com criptomoedas. Nós forneceremos os meios tecnológicos para isso”, afirmou.

Maduro já vinha dizendo que surpreenderia os venezuelanos em breve com novas medidas econômicas relacionadas às criptomoedas. Na semana passada, o Presidente anunciou que o governo distribuiria o correspondente a US$3.6 milhões em token Petro às autoridades estaduais.

Separador de texto - Bitcoin.

Petro

O Petro é uma criptomoeda lastreada no petróleo, criada pelo atual governo venezuelano na tentativa de reverter a crise econômica que o país enfrenta. 

Um dos fatores que agravaram consideravelmente esse cenário foram as sanções impostas pelos Estados Unidos contra o regime de Nicolás Maduro, que resultaram em um isolamento da Venezuela em relação ao sistema financeiro global.

Embora os EUA tenham banido a criptomoeda estatal da Venezuela e ameaçado companhias e países que negociem com ela por meio de sanções, Maduro alega que várias empresas internacionais já negociaram com empresas venezuelanas utilizando Petro. No entanto, ele se recusou a citar nomes.

Separador de texto - Petro

 

Enquanto isso, empresas internacionais de criptomoedas parecem relutar a fazer negócios na Venezuela. Alguns usuários de criptoativos no país relataram que a exchange britânica CEX.IO impediu os venezuelanos de acessarem sua plataforma. Ao tentar entrar no site da corretora, eles se deparam com uma mensagem que diz que o país não é compatível no momento.

Separador de texto - Petro

Você acredita que essas medidas podem ajudar a recuperar a economia da Venezuela?

 

 

Cadastre seu e-mail para receber notícias e novidades em primeira mão.

Gostou desse artigo? Seja o primeiro a ver outros conteúdos como esse.


Compartilhe com seus amigos
About The Author

Somos a vanguarda da informação sobre Bitcoin e altcoins no Brasil.Desde 2013, fazemos iniciantes entenderem o que é criptomoeda e como funciona a blockchain e ajudamos especialistas a tomar decisões de investimento por meio de conteúdo original e notícias relevantes sobre as diferentes moedas digitais. Para isso, tornamos o conhecimento acessível em artigos, tutoriais, vídeos, podcasts e newsletters. Neles, informamos diariamente o valor do Bitcoin, Ethereum, Bitcoin Cash, Litecoin ou outros ativos, acompanhamos a movimentação do mercado de Bitcoin e seus efeitos sobre outras criptomoedas, avaliamos exchanges, moedas e outros projetos, trazemos especialistas para explicar conceitos e acontecimentos, e ensinamos desde operações básicas, como comprar Bitcoin, até mais complexas, como montar uma máquina de mineração.Se você quer ser o primeiro a saber disso tudo, acompanhe nossas redes sociais.