fbpx

Follow us on social

                          O Bitcoin possui lastro?

 

Ilustração moeda de Bitcoin - Lastro Bitcoin.

 

 

É compreensível a insegurança de investir no mercado de criptoativos. Isso porque as criptomoedas são relativamente “novas”, e como tudo o que é novidade gera dúvidas, podemos dizer que uma das principais dúvidas é entender o que garante o valor dessa moeda. Algumas pessoas costumam dizer que o Bitcoin e as altcoins não tem lastro, e por isso são confundidas com bolhas econômicas. Porém, antes de deduzir qualquer coisa é preciso primeiro compreender qual é o significado de lastro e se pode ser considerado tão importante assim para o funcionamento de uma moeda.

 

Separador de texto - Lastro Bitcoin.

 

 

O que é lastro?

 

Pense em uma cédula de dinheiro, isso nada mais é do que um pedaço de papel, correto? Mas o que garante que o valor impresso nesse papel-moeda vale alguma coisa? 

O lastro. Esse conceito assegura que uma nota no valor de R$20,00 de fato vale essa quantia, e que pode ser trocado por bens e serviços. Essa troca de uma moeda por um produto só é possível porque há uma garantia por trás desses itens.

 

História do lastro

 

Durante anos o ouro foi utilizado como lastro para evitar práticas inflacionistas, garantindo que banqueiros não emitissem mais dinheiro do que a quantidade que tivessem de metais preciosos em custódia.

Porém, carregar ouro para trocar por serviços e produtos não era nada prático. Então, os bancos começaram a emitir certificados como forma de representar esse metal precioso.

Dessa maneira, esse documento era aceito pela população como se fosse uma moeda. Baseado na crença de que caso solicitassem ao banco, poderiam trocar seu dinheiro por ouro novamente.

Com o passar dos anos, a circulação deste metal passou a diminuir e os papéis-moeda, gerados pelos governos, começaram tomar conta do mercado.

Entretanto, ter um dinheiro lastreado em metais preciosos era um empecilho para as políticas monetárias dos países.

Foi em 1971 que o então presidente dos Estados Unidos, Richard Nixon, proibiu a conversão do dólar em ouro. Com essa determinação o dinheiro virou apenas um papel moeda que não tem conversibilidade em ouro, podendo ser emitido sem qualquer tipo de restrição.

Dessa maneira, o lastro de uma moeda deixou de ser algo físico e passou a ser a confiança da população em um governo. Isto é, se o  estado disser que um dólar pode ser revertido em algum produto, as pessoas passam a acreditar e confiar que o país possui uma riqueza que garante esse valor.

 

Separador de texto - Lastro Bitcoin.

 

O lastro do Bitcoin

 

Diferente das moedas tradicionais, o Bitcoin não depende de governos ou de bancos e sua garantia está na escassez predeterminada por seu criador. Satoshi Nakamoto definiu que a emissão de Bitcoin seria feita paulatinamente, limitada a quantidade máxima de 21 milhões de unidades. Essas próprias regras matemáticas ou criptográficas podem ser consideradas o “lastro” do Bitcoin, pois impedem que a moeda seja inflacionada. 

 

Lastro do Ouro Vs Bitcoin Vs Moeda corrente de um país

 

O lastro sempre buscou evitar práticas inflacionárias por parte dos governos e bancos. Porém, com o passar dos anos, essa realidade mudou, e o que temos hoje é um mercado que está sujeito a inflações e hiperinflações, já que o governo pode emitir a quantidade de papel-moeda que achar necessária.

Um exemplo disso foi a hiperinflação que ocorreu no Brasil durante a década de 80 e 90, quando o déficit nos gastos públicos chegaram a 2708% em 1993.

Com esse tipo de acontecimento, a defesa de que existe um lastro na moeda corrente de um país se torna algo questionável, já que o suposto “lastro” virou a confiança de uma população em um governo.

No caso do ouro e do Bitcoin ambos têm como lastro sua escassez. O ouro pode ser considerado escasso por ser um elemento químico super difícil de ser encontrado, e o Bitcoin por ter um limite de quantidade pré-determinado de 21M de unidades: limitando a produção de novas moedas. 

 

Separador de texto - Lastro Bitcoin.

 

Sobre o Bitcoin News

Somos a vanguarda da informação sobre Bitcoin e altcoins no Brasil.Desde 2013, fazemos iniciantes entenderem o que é criptomoeda e como funciona a blockchain e ajudamos especialistas a tomar decisões de investimento por meio de conteúdo original e notícias relevantes sobre as diferentes moedas digitais. Para isso, tornamos o conhecimento acessível em artigos, tutoriais, vídeos, podcasts e newsletters. Neles, informamos diariamente o valor do Bitcoin, Ethereum, Bitcoin Cash, Litecoin ou outros ativos, acompanhamos a movimentação do mercado de Bitcoin e seus efeitos sobre outras criptomoedas, avaliamos exchanges, moedas e outros projetos, trazemos especialistas para explicar conceitos e acontecimentos, e ensinamos desde operações básicas, como comprar Bitcoin, até mais complexas, como montar uma máquina de mineração.Se você quer ser o primeiro a saber disso tudo, acompanhe nossas redes sociais.