fbpx

Follow us on social

A inovadora exchange descentralizada Apollo lança versão beta com transações 100% privadas e permutas atômicas

Compartilhe com seus amigos

No ano passado, a ideia de ter transações blockchain totalmente confirmadas em apenas 2 segundos e um sistema de geração adaptável, com criação de blocos exclusivos para transações, parecia muito distante. No entanto, a Apollo Blockchain conseguiu esse feito em menos de um ano. Adicione a isso escalabilidade ilimitada, uma solução bem projetada para a sustentabilidade da blockchain (fragmentação de banco de dados) e outro salto tecnológico revolucionário conhecido como permutas atômicas, e você terá uma das mais promissoras novas criptomoedas do mundo atualmente.

Tendo iniciado há quase dois anos, a Apollo já possui muitos dos atributos que os investidores procuram, sem contar as melhorias tecnológicas e soluções que a indústria tem trabalhado incansavelmente para obter.

Apollo DEX

Aqueles que sentem que podem ter perdido o início de uma verdadeira revolução espacial na blockchain podem ser perdoados. No entanto, a Apollo Foundation acaba de iniciar a fase beta de sua DEX, com uma solução tecnológica de permuta atômica. Ela não possui uma entidade administradora central, o que significa que os ativos não podem ser controlados por ninguém, exceto pelo seu legítimo proprietário.

Steve McCullah, Diretor de Desenvolvimento Comercial da Apollo, declarou:

“A Apollo DEX é uma das maneiras mais seguras de se negociar criptomoedas na Terra. Diferentemente de quase todas as plataformas de exchanges ‘descentralizadas’ que ainda podem congelar ativos, pegar fundos e implementar KYC, a Apollo DEX não possui uma entidade administradora. As negociações são realizadas através de permutas atômicas, e não requerem uma entidade central. A Apollo Foundation não a mantém em funcionamento, não a regula, nem controla ou lucra com ela de maneira alguma. A Apollo DEX é hospedada e alimentada pelos seus usuários, projetada por eles e apenas eles, os geradores, colherão os lucros.”

Enquanto muitos projetos têm planos napoleônicos para revolucionar a indústria e passam anos criando conceitos, a equipe da Apollo já conseguiu implementar muitas das coisas que até agora eram apenas teorias. A DEX já está na fase beta, pois a equipe decidiu testar seu produto em condições reais, mais uma vez liderando o progresso do setor.

A Apollo Foundation em 2020

Ser “a mais veloz” não significa que não se possa ser ainda mais rápida. Este parece ser o sentimento geral na sede da Apollo, ao menos antes de anunciar seu trabalho no consenso da ARK com um valor estimado de mais de 1 MILHÃO de TPS.

Steve McCullah, Diretor de Desenvolvimento Comercial, descreve a natureza ambiciosa da visão da Apollo para 2020, afirmando:

“A visão da Apollo para 2020 é tornar-se uma criptomoeda pós-blockchain da próxima geração. Estamos arquitetando uma tecnologia ledger distribuída (DLT) pós-blockchain com base nos princípios avançados do consenso DAG (gráfico acíclico direcionado),”

Steve continua:

 “Essa tecnologia colocará os recursos da Apollo à frente da concorrência. Com um TPS (transações por segundo) esperado de pelo menos um milhão, a Apollo oferecerá recursos que superam tudo o que existe no mercado atualmente.”

A estratégia da Apollo para 2020 também inclui a criação de um ecossistema descentralizado de produtos e tecnologias conectados que operarão através da blockchain Apollo e da moeda APL:

– Apollo Cloud

– Lançamento da DEX

– ARKNet (uma infraestrutura para aplicativos descentralizados)

O que é ainda mais importante, é a equipe entende a necessidade de desenvolver confiança e adoção paralelamente à tecnologia. Entre os planos da infraestrutura de aplicativos descentralizada mais poderosa (uma internet descentralizada) e o único serviço de armazenamento de arquivos descentralizado com taxas razoáveis e sem limitações de tamanho de arquivo, a visão da Apollo não decepciona, e suas realizações anteriores certamente sugerem que sua equipe tem a experiência necessária para tornar tudo isso realidade.

Iniciativa Moeda Nacional

A Apollo Blockchain tem um foco inabalável em alcançar a verdadeira adoção em massa através de sua iniciativa de adoção em massa. A meta inicial é o continente africano, onde a fundação firmou parceria com o grupo ADF para alcançar a todas as 54 nações do continente de 1,2 bilhão de pessoas. A equipe Apollo está atualmente em discussões com os governos de pelo menos três nações, e já tem vários “Bancos Apollo” abertos.

Uma das prioridades desta base é desenvolver ferramentas para adoção em massa, incluindo um aplicativo de carteira que não seja pesado. O aplicativo móvel terá um código QR, além de recursos para comerciantes. Isso ajudará a Apollo a obter adoção de comerciantes de todo o mundo.

A moeda Apollo

A principal moeda da blockchain já mostra crescimento estável de liquidez, e pode ser comprada no Bitmart e na IDAX. A abordagem da equipe defende o desenvolvimento de toda a infraestrutura, que torna a APL um bom ativo para manter e usar em breve. Isso é o que acontece quando a paixão de criar e uma abordagem profissional se encontram em uma só equipe.

Saiba mais sobre a Apollo Coin – https://apollocurrency.com/en/
Encontre a Apollo Coin no Facebook – https://www.facebook.com/Apolloprivacycoin
Siga a Apollo Coin no Twitter  https://twitter.com/ApolloCurrency
Apollo Coin no Github – http://bit.ly/aplpubgit
Junte-se à Apollo Coin no Instagram – https://www.instagram.com/apollocurrency/?hl=en


Compartilhe com seus amigos

Gostou desse artigo? Seja o primeiro a ver outros conteúdos como esse.

About The Author

Somos a vanguarda da informação sobre Bitcoin e altcoins no Brasil.Desde 2013, fazemos iniciantes entenderem o que é criptomoeda e como funciona a blockchain e ajudamos especialistas a tomar decisões de investimento por meio de conteúdo original e notícias relevantes sobre as diferentes moedas digitais. Para isso, tornamos o conhecimento acessível em artigos, tutoriais, vídeos, podcasts e newsletters. Neles, informamos diariamente o valor do Bitcoin, Ethereum, Bitcoin Cash, Litecoin ou outros ativos, acompanhamos a movimentação do mercado de Bitcoin e seus efeitos sobre outras criptomoedas, avaliamos exchanges, moedas e outros projetos, trazemos especialistas para explicar conceitos e acontecimentos, e ensinamos desde operações básicas, como comprar Bitcoin, até mais complexas, como montar uma máquina de mineração.Se você quer ser o primeiro a saber disso tudo, acompanhe nossas redes sociais.