fbpx

Follow us on social

China - Bitcoin

Preço do Bitcoin sobe mais de US$200 em duas horas, enquanto bolsa de Xangai reabre com queda de 8%

Compartilhe com seus amigos

Após 10 dias fechado, mercado financeiro da China reabre registrando quedas significativas nas ações; momento é de pânico devido ao coronavírus. 

 

Separador de texto - Bitcoin.

 

Ao retomar as atividades nesta segunda-feira (3), após o intervalo do Ano Novo Lunar estendido devido aos esforços do governo chinês para conter o coronavírus , as bolsas de valores da China continental fecharam em queda. Refletindo os temores da disseminação da epidemia pelo mundo, as bolsas registraram baixas expressivas de mais de 7%.

Após abrir em queda de 9%, o Shenzhen Composto, índice de referência da Bolsa de Shenzhen, não conseguiu reverter o quadro e fechou em 8,41% a 1.609,00 pontos.

O índice Xangai Composto, da bolsa de Xangai, fechou com uma queda de 7,72%, encerrando o pregão a 2.746,61 pontos.

 

Bolsa

 

A injeção de liquidez de aproximadamente US$173 bilhões do Banco Central da China (PBoC) nos mercados, bem como outras medidas tomadas pelo governo chinês, não foram capazes de conter o impacto nas ações do mercado. 

Os investidores retiraram US$393 bilhões do principal índice da bolsa chinesa, abandonando ações de commodities devido ao receio em relação ao coronavírus e seu impacto na economia mundial.

Separador de texto - China - Bitcoin.

Bitcoin

No entanto, apesar das bolsas de valores chinesas estarem sentindo o impacto negativo causado pelo coronavírus, o Bitcoin reagiu positivamente à reabertura do mercado chinês. 

Às 21h (horário de Brasília) deste domingo (02), a principal moeda por valor de mercado estava sendo negociada a US$9.325. Menos de duas horas depois, o preço do Bitcoin subiu mais de US$200, sendo vendido a US$9.533 às 22h59.

Apesar dessa movimentação, logo em seguida a moeda voltou para a casa dos US$9.391 e até o momento se mantém nessa faixa de negociação. 

 

Bitcoin

 

Desde o momento em que a população mundial teve conhecimento sobre os riscos causados pelo coronavírus, as ações das bolsas de valores do mundo inteiro despencaram e o investimento em ativos digitais se tornou uma opção de reserva de valor. 

Separador de texto - China - Bitcoin.

Coronavírus

O número total de mortes na China por conta do coronavírus aumentou para 361 na manhã desta segunda-feira (03) e a quantidade de casos suspeitos subiu para 17.238 no país.  

No último dia de funcionamento dos mercados chineses (23 de janeiro), antes do feriado do Ano Novo Lunar, 17 mortes tinham sido registradas em razão da epidemia.

 

 

Cadastre seu e-mail para receber notícias e novidades em primeira mão.

Gostou desse artigo? Seja o primeiro a ver outros conteúdos como esse.


Compartilhe com seus amigos
About The Author

Somos a vanguarda da informação sobre Bitcoin e altcoins no Brasil. Desde 2013, fazemos iniciantes entenderem o que é criptomoeda e como funciona a blockchain e ajudamos especialistas a tomar decisões de investimento por meio de conteúdo original e notícias relevantes sobre as diferentes moedas digitais. Para isso, tornamos o conhecimento acessível em artigos, tutoriais, vídeos, podcasts e newsletters. Neles, informamos diariamente o valor do Bitcoin, Ethereum, Bitcoin Cash, Litecoin ou outros ativos, acompanhamos a movimentação do mercado de Bitcoin e seus efeitos sobre outras criptomoedas, avaliamos exchanges, moedas e outros projetos, trazemos especialistas para explicar conceitos e acontecimentos, e ensinamos desde operações básicas, como comprar Bitcoin, até mais complexas, como montar uma máquina de mineração. Se você quer ser o primeiro a saber disso tudo, acompanhe nossas redes sociais.