fbpx

Follow us on social

FMI - moeda digital

Economista-chefe do FMI afirma que moedas digitais não substituirão o dólar americano tão cedo

Compartilhe com seus amigos

A economista-chefe do FMI, Gita Gopinath, afirmou em um artigo publicado nesta terça-feira (7) no Financial Times que embora as criptomoedas representem “possibilidades intrigantes” elas não possuem infraestrutura e aceitação global suficiente para derrubar o dólar.

Gopinath disse que as razões para o domínio do dólar são fatores intangíveis, como a percepção de que a moeda americana é segura e estável. 

“Os avanços nas tecnologias de pagamento não abordam questões fundamentais do que é necessário para ser uma moeda de reserva global […] o status do dólar é reforçado pelas instituições, estado de direito e proteção credível aos investidores”, afirmou Gopinath.

Separador de texto - Bitcoin.

A economista-chefe disse no artigo intitulado “Moedas digitais não substituirão a dominância do dólar” que as perspectivas da stablecoin do Facebook diminuíram nos últimos meses, e afirmou que os principais bancos centrais começaram a analisar se as moedas digitais são necessárias. 

No entanto, algumas figuras econômicas importantes acreditam que as moedas digitais dos bancos centrais podem desafiar diretamente o domínio do dólar no comércio e nas finanças globais.

Mark Carney, governador do Banco da Inglaterra, afirmou que uma moeda digital do banco central poderia beneficiar as economias nacionais. No entanto, Gopinath acha pouco provável que dê certo já que a moeda teria que ser aceita globalmente. 

Separador de texto - FMI.

Moedas digitais dos bancos centrais

Em 2019, diversos governos começaram a cogitar a criação de suas próprias moedas digitais. O Banco Popular da China (PBOC) estuda o lançamento do Yuan digital, desenvolvido como uma alternativa às iniciativas do Facebook de criar a Libra. 

Recentemente, Christine Lagarde, chefe do Banco Central Europeu, disse que o BCE precisa estabelecer objetivos para desenvolver uma moeda digital. 

Separador de texto - FMI.

Dólar americano

De acordo com dados do FMI, o dólar representou mais de 60% das reservas globais de divisas no terceiro trimestre de 2019. Já o segundo maior, o euro, representou apenas 20% das reservas de câmbio no mesmo período.

Separador de texto - Bitcoin.

Será que a dominância do dólar vai durar por muito tempo? Deixe seu comentário.

 

 

Cadastre seu e-mail para receber notícias e novidades em primeira mão.

Gostou desse artigo? Seja o primeiro a ver outros conteúdos como esse.


Compartilhe com seus amigos
About The Author

Somos a vanguarda da informação sobre Bitcoin e altcoins no Brasil. Desde 2013, fazemos iniciantes entenderem o que é criptomoeda e como funciona a blockchain e ajudamos especialistas a tomar decisões de investimento por meio de conteúdo original e notícias relevantes sobre as diferentes moedas digitais. Para isso, tornamos o conhecimento acessível em artigos, tutoriais, vídeos, podcasts e newsletters. Neles, informamos diariamente o valor do Bitcoin, Ethereum, Bitcoin Cash, Litecoin ou outros ativos, acompanhamos a movimentação do mercado de Bitcoin e seus efeitos sobre outras criptomoedas, avaliamos exchanges, moedas e outros projetos, trazemos especialistas para explicar conceitos e acontecimentos, e ensinamos desde operações básicas, como comprar Bitcoin, até mais complexas, como montar uma máquina de mineração. Se você quer ser o primeiro a saber disso tudo, acompanhe nossas redes sociais.