fbpx

Follow us on social

Deutsche Bank

Deutsche Bank relata prejuízo de €5,3 bilhões em 2019

O Deutsche Bank registrou um prejuízo de €5,3 bilhões durante 2019 em razão das indenizações pagas pela demissão de milhares de funcionários, bem como por conta de seu processo de reestruturação.

Somente no quarto trimestre do ano passado, o banco alemão registrou um prejuízo de €1,3 bilhão. Em 2018, o Deutsche Bank também registrou perdas nos últimos três meses do ano.

Separador de texto - Bitcoin.

O banco, com sede em Frankfurt, já foi o maior da Europa. No entanto, agora a instituição está no meio de uma tentativa desesperada de se recuperar de anos de escândalo e da má administração, os quais fizeram com que o preço de suas ações despencassem mais de 90% desde 2007. 

Em julho de 2019, o banco anunciou que reduziria a quantidade de funcionários da empresa. A medida buscava a reorganização e a redução de custos após a crise financeira de 2008 expor uma série de irregularidades do banco, incluíndo taxas de juros fraudulentas, lavagem de dinheiro e violações de sanções.

Os escândalos prejudicaram a imagem do Deutsche Bank e o levaram a pagar bilhões de dólares em multas. 

Separador de texto - Bitcoin.

O banco, que antes era respeitado pelos alemães, agora concentra-se na estratégia de fazer negócios menos perigosos.

A administração da instituição sofreu, ainda, com a indenização de funcionários após demitir mais de 4 mil pessoas. Mesmo assim, o executivo-chefe do Deutsche Bank, Christian Sewing, acredita que a nova estratégia adotada por ele está “ganhando força”, declarando: “Estamos muito confiantes de que podemos financiar nossa transformação com nossos próprios recursos e retornar ao crescimento”.

Sewing disse que, embora a reestruturação da empresa esteja gerando despesas em um curto prazo, as mudanças vão proporcionar lucros consistentes. 

“Estou diante de você em um estado de espírito muito otimista”, afirmou o executivo-chefe durante uma entrevista coletiva em Frankfurt. “Tomamos uma série de decisões importantes e tivemos um bom progresso com a transformação mais radical do Deutsche Bank por duas décadas.”

Separador de texto - Bitcoin.

Até Sewing, especialista em gerenciamentos de riscos, assumir o cargo em 2018, o Deutsche Bank  era comandado por banqueiros que relutavam em fazer mudanças. 

Desde quando adquiriu o Bankers Trust, em 1999, a instituição tinha planos de fazer parte da lista dos maiores bancos do mundo, como o JPMorgan, meta que implicou em assumir muitos riscos. Hoje, a empresa alemã busca apenas se reerguer novamente. 

 

 

Cadastre seu e-mail para receber notícias e novidades em primeira mão.

Gostou desse artigo? Seja o primeiro a ver outros conteúdos como esse.

About The Author

Somos a vanguarda da informação sobre Bitcoin e altcoins no Brasil. Desde 2013, fazemos iniciantes entenderem o que é criptomoeda e como funciona a blockchain e ajudamos especialistas a tomar decisões de investimento por meio de conteúdo original e notícias relevantes sobre as diferentes moedas digitais. Para isso, tornamos o conhecimento acessível em artigos, tutoriais, vídeos, podcasts e newsletters. Neles, informamos diariamente o valor do Bitcoin, Ethereum, Bitcoin Cash, Litecoin ou outros ativos, acompanhamos a movimentação do mercado de Bitcoin e seus efeitos sobre outras criptomoedas, avaliamos exchanges, moedas e outros projetos, trazemos especialistas para explicar conceitos e acontecimentos, e ensinamos desde operações básicas, como comprar Bitcoin, até mais complexas, como montar uma máquina de mineração. Se você quer ser o primeiro a saber disso tudo, acompanhe nossas redes sociais.

Post a Comment

You don't have permission to register