fbpx

Follow us on social

PIX

Banco Central abre cadastro para prestadores de serviços que desejam ofertar o PIX desde seu lançamento

Compartilhe com seus amigos

Instituições financeiras facultativas têm até 1º de junho para realizar o cadastro.

 

Separador de texto - Bitcoin.

 

​Em um comunicado publicado nesta terça-feira (14), o Banco Central do Brasil (BC) informou o prazo para o cadastro de prestadores de serviço de pagamento que desejarem ter o PIX sistema de pagamento instantâneo do BC em suas carteiras de produtos. 

Prestadores cuja participação é facultativa têm até 1º de junho para se inscreverem. 

Separador de texto - PIX.

Estão enquadradas nesta categoria instituições financeiras e de pagamento com menos de 500 mil contas de clientes ativas, inclusive as que dispensam de autorização do BC para funcionar, desde que estejam “buscando atender o objetivo de construção de um ambiente aberto e livre de barreiras à competição”. 

“Quanto mais representantes do mercado forneçam esse serviço, atendendo a todos os requisitos de segurança, maior a competição, resultando em serviços de maior qualidade e de menor custo para o consumidor”, destacou Breno Lobo, analista da área de competição do Banco Central (BC).

O PIX será lançado em novembro de 2020. A solução possibilitará que os usuários enviem dinheiro de uma conta para outra em segundos  e sem custos. Além disso, as transferências poderão ser feitas 24 horas por dia, sete dias por semana, todos os dias no ano, inclusive entre contas de diferentes instituições.

Separador de texto - Bitcoin.

De acordo com o BC, a execução bem sucedida dos testes durante a etapa de homologação, que deverá ocorrer a partir de junho, é “condição necessária para a autorização da instituição prestadora de serviços de pagamento no ambiente de produção das plataformas tecnológicas (SPI [Sistema de Pagamento Instantâneo] e DICT [Diretório de Identificadores de Contas Transacionais]) na data de implantação do PIX (novembro de 2020).”

Caso a instituição financeira não faça a adesão ao PIX até 1º de junho, haverá nova oportunidade de cadastro a partir de 1º de dezembro de 2020.

Separador de texto - Bitcoin.

Lilian Holmes, assessora do BC, informou que o prazo para solicitar o cadastro é fundamental para que o Banco Central possa garantir a execução de todos os testes que exigidos na etapa formal de homologação, com o objetivo de comprovar a capacidade operacional dos participantes. 

Além disso, Holmes destacou que o prazo evita que instituições queiram participar do PIX em datas que sejam próximas ao seu lançamento, situação que prejudicaria a realização dos testes.

Separador de texto - PIX.

A opção para fazer transferências por meio do PIX estará disponível nos aplicativos das instituições financeiras e de pagamentos, das fintechs e entidades afins. 

O Banco Central informou que é obrigatória a participação de instituições financeiras e de pagamentos autorizadas pelo BC que possuam mais de 500 mil contas de clientes ativas, “considerando contas de depósito à vista, contas poupança e contas de pagamento pré-pagas.”

Separador de texto - PIX.

Clique aqui para saber como se cadastrar.

 

 

Cadastre seu e-mail para receber notícias e novidades em primeira mão.

Gostou desse artigo? Seja o primeiro a ver outros conteúdos como esse.


Compartilhe com seus amigos
About The Author

Somos a vanguarda da informação sobre Bitcoin e altcoins no Brasil. Desde 2013, fazemos iniciantes entenderem o que é criptomoeda e como funciona a blockchain e ajudamos especialistas a tomar decisões de investimento por meio de conteúdo original e notícias relevantes sobre as diferentes moedas digitais. Para isso, tornamos o conhecimento acessível em artigos, tutoriais, vídeos, podcasts e newsletters. Neles, informamos diariamente o valor do Bitcoin, Ethereum, Bitcoin Cash, Litecoin ou outros ativos, acompanhamos a movimentação do mercado de Bitcoin e seus efeitos sobre outras criptomoedas, avaliamos exchanges, moedas e outros projetos, trazemos especialistas para explicar conceitos e acontecimentos, e ensinamos desde operações básicas, como comprar Bitcoin, até mais complexas, como montar uma máquina de mineração. Se você quer ser o primeiro a saber disso tudo, acompanhe nossas redes sociais.