fbpx

Follow us on social

Atlas Quantum.

Por falta de pagamento, Altas Quantum sofre ação de despejo

Compartilhe com seus amigos

A administradora de imóveis Projeto Consultoria Empresarial e Financeira LTDA está movendo uma ação de despejo com pedido de tutela de urgência contra a Atlas Quantum. O motivo é a falta de pagamento de aluguéis e encargos desde outubro de 2019.

De acordo com o processo, o CEO da Atlas Quantum, Rodrigo Marques, alugou um conjunto comercial situado no Edifício Çiragan Offices, em São Paulo, em janeiro de 2018. O contrato firmado com o locatário era de 36 meses, com término previsto para 23 de janeiro de 2021. O valor pago mensalmente por Marques para utilizar o imóvel era de R$10 mil, sujeito a reajuste anual.

Separador de texto - Bitcoin.

No entanto, segundo a empresa responsável pelo imóvel, desde outubro de 2019 Rodrigo Marques não realiza o pagamento dos aluguéis e dos demais encargos, acumulando uma dívida correspondente a mais de R$61.563,13 (valor estimado pela empresa em janeiro de 2020). O valor soma os aluguéis atrasados, multa moratória de 10%, correção monetária, juros de 1% ao mês e honorários advocatícios de 20%.

Visto que a ação de despejo foi protocolada em janeiro, o valor da dívida já é muito superior a R$61 mil. 

Na quarta-feira (22), o juiz do Tribunal de Justiça de São Paulo indeferiu o pedido de tutela de urgência. No entanto, uma nova decisão deve sair em breve. 

Separador de texto - Atlas Quantum.

O processo foi compartilhado com a nossa equipe pelo advogado empresarial Artêmio Picanço, responsável pela defesa de diversos clientes que foram lesados pela empresa de arbitragem.

Em um vídeo compartilhado no canal do YouTube de Picanço, o advogado faz um aviso aos investidores: “É importante que saibam que quando acontecer a desocupação vai ser difícil de citar a Atlas […] uma vez que o endereço da empresa não mais será lá”. 

 

 

Relembre o caso

Em agosto de 2019, a empresa de arbitragem Atlas Quantum começou a atrasar os saques de seus clientes.

Inicialmente, a Atlas prometeu resolver a situação em 4 dias úteis, prazo que foi estendido para uma semana e, depois, para 30 dias. Descumprindo suas promessas, a empresa admitiu que não tinha uma previsão para normalizar a situação.

Separador de texto - Atlas Quantum.

De acordo com o CEO da Atlas Quantum, o problema iniciou quando a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) proibiu a plataforma de ofertar títulos ou contratos de investimentos coletivos. A decisão resultou na repentina e grande quantidade de solicitações de saques, a qual supostamente levou ao bloqueio de valores dos clientes custodiados em exchanges do exterior, em razão do volume atípico de movimentações. Segundo a empresa, foram 15 mil pedidos de saques.

Até o momento, os clientes da plataforma de arbitragem continuam sem receber os valores bloqueados na plataforma. Por conta disso, vários investidores entraram processaram a empresa. No entanto, de acordo com a Atlas Quantum, é injusto responder por essas ações, visto que como mera intermediadora do serviço de compra e venda de criptomoedas, a custódia dos ativos não é de sua responsabilidade. 

 

 

Cadastre seu e-mail para receber notícias e novidades em primeira mão.

Gostou desse artigo? Seja o primeiro a ver outros conteúdos como esse.


Compartilhe com seus amigos
About The Author

Somos a vanguarda da informação sobre Bitcoin e altcoins no Brasil. Desde 2013, fazemos iniciantes entenderem o que é criptomoeda e como funciona a blockchain e ajudamos especialistas a tomar decisões de investimento por meio de conteúdo original e notícias relevantes sobre as diferentes moedas digitais. Para isso, tornamos o conhecimento acessível em artigos, tutoriais, vídeos, podcasts e newsletters. Neles, informamos diariamente o valor do Bitcoin, Ethereum, Bitcoin Cash, Litecoin ou outros ativos, acompanhamos a movimentação do mercado de Bitcoin e seus efeitos sobre outras criptomoedas, avaliamos exchanges, moedas e outros projetos, trazemos especialistas para explicar conceitos e acontecimentos, e ensinamos desde operações básicas, como comprar Bitcoin, até mais complexas, como montar uma máquina de mineração. Se você quer ser o primeiro a saber disso tudo, acompanhe nossas redes sociais.