fbpx

Follow us on social

Bitcoin Banco

Nova plataforma de negociação do Grupo Bitcoin Banco começa a funcionar

Compartilhe com seus amigos

O Grupo tem até semana que vem para apresentar plano de recuperação judicial de suas empresas.

 

Separador de texto - Bitcoin.

 

Em meio a um processo de Recuperação Judicial, o Grupo Bitcoin Banco lançou nesta terça-feira (21) sua nova plataforma de negociações de criptomoedas. 

No site da Zater Capital, uma das oito empresas do GBB, é possível criar uma carteira de criptoativos, além de comprar e vender (Bitcoin, Ethereum e Bitcoin Cash).

Outra opção disponível na nova plataforma é a solicitação de retirada de valores. No entanto, os clientes que estão com dinheiro bloqueado desde o ano passado nas empresas do grupo não podem negociar e retirar as quantias pendentes.

 

GBB

 

Zater Capital

Na página principal do site, a empresa afirma que não é necessário ser um “expert no mercado financeiro ou de Bitcoin” para utilizar o serviço. E garante ao cliente “os mais elevados padrões de finanças”. 

“Equilibramos com sucesso confiabilidade tecnológica, abrangência de infraestrutura, experiência e conhecimento financeiro, assegurando os mais elevados padrões de finanças”.

Separador de texto - Bitcoin.

Comunicado do Grupo Bitcoin Banco

No dia 9 de janeiro, o Grupo Bitcoin Banco anunciou a retomada da negociações de criptomoedas em sua plataforma. Além disso, informou que ocorreria a divisão das plataformas NegocieCoins e TemBTC. Um delas de acordo com o grupo, seria utilizada para a realização de negociações de moedas virtuais, e a outra seguiria as “regras determinada pela recuperação judicial”.

Separador de texto.

Recuperação Judicial

O Grupo Bitcoin Banco entrou no dia 4 novembro de 2019 com um pedido de recuperação judicial de oito empresas do Grupo. No final do mesmo mês, a solicitação do GBB  foi deferida pela juíza Mariana Gusso do Tribunal de Justiça de Curitiba. 

No dia 27 de novembro, a juíza que cuida do caso deu um prazo de 60 dias, para a apresentação do plano de recuperação judicial das empresas do grupo.

Separador de texto - Bitcoin Banco.

Já em dezembro de 2019, a assessoria de imprensa do Grupo informou que o GBB estava iniciando um processo de downsizing, visando a reestruturação organizacional de suas empresas.

“Este tipo de medida está alinhada ao planejamento estratégico do negócio, e se torna necessária em empresas inclusas em processos de recuperação judicial, pois contribui com a redução de custos e efetividade do plano de recuperação em produção desde o deferimento do processamento  em 27 de novembro. 

A recuperação judicial tem por objetivo viabilizar a superação da situação de crise econômico-financeira do GBB, a fim de permitir a manutenção da fonte produtora e dos interesses dos credores, promovendo, assim, a preservação das empresas, sua função social e o estímulo à atividade econômica.”

 

 

Cadastre seu e-mail para receber notícias e novidades em primeira mão.

Gostou desse artigo? Seja o primeiro a ver outros conteúdos como esse.


Compartilhe com seus amigos
About The Author

Somos a vanguarda da informação sobre Bitcoin e altcoins no Brasil. Desde 2013, fazemos iniciantes entenderem o que é criptomoeda e como funciona a blockchain e ajudamos especialistas a tomar decisões de investimento por meio de conteúdo original e notícias relevantes sobre as diferentes moedas digitais. Para isso, tornamos o conhecimento acessível em artigos, tutoriais, vídeos, podcasts e newsletters. Neles, informamos diariamente o valor do Bitcoin, Ethereum, Bitcoin Cash, Litecoin ou outros ativos, acompanhamos a movimentação do mercado de Bitcoin e seus efeitos sobre outras criptomoedas, avaliamos exchanges, moedas e outros projetos, trazemos especialistas para explicar conceitos e acontecimentos, e ensinamos desde operações básicas, como comprar Bitcoin, até mais complexas, como montar uma máquina de mineração. Se você quer ser o primeiro a saber disso tudo, acompanhe nossas redes sociais.