fbpx

Follow us on social

3xBit

Nova ação contra a 3xBit exige pagamento de R$6 milhões

Compartilhe com seus amigos

Empresa pode ser despejada de mais um imóvel por falta de pagamento. 

 

Separador de texto - Bitcoin.

 

Clientes da exchange de criptomoedas 3xBit estão desde setembro sem conseguir efetuar saques na plataforma. 

Os responsáveis pela corretora, Saint Clair de Izidoro e Octavio de Paula Santos, alegam que a empresa está passando por uma reestruturação interna em razão de problemas técnicos, os quais supostamente causaram uma redução drástica no fluxo de caixa.

Separador de texto - Bitcoin.

A empresa, no entanto, não deve apenas para seus clientes: no dia 8 de novembro, um pedido de despejo foi solicitado pela Uati Administração de Bens Ltda. É o segundo no mesmo mês — o primeiro exigiu a saída da 3xBit de sua sede, em Campinas (SP).

A nova ação, no valor de R$6.676.970,00, foi movida contra a Threexbit Serviços Digitais S/A. 

O processo iniciou na segunda-feira (11) e o juiz deu um prazo de 15 dias para que o autor recolha as custas processuais a fim de que a ação prossiga. Um parecer sobre o caso será emitido assim que o pagamento for realizado, visto que a solicitação de despejo foi feita sob tutela de urgência.

Separador de texto - Bitcoin.

Em resposta à nossa equipe, a assessoria de imprensa da 3xBit informou que o processo refere-se a um novo projeto sem relação com a corretora. 

Além disso, a porta-voz afirmou que o novo negócio não saiu do papel, visto que coincidiu com o problema financeiro que a 3xBit está enfrentando. 

A assessoria alegou, ainda, que a corretora buscou fazer uma negociação com o dono do imóvel sem sucesso e continuará tentando resolver a questão.

Separador de texto - Bitcoin.

O imóvel

O imóvel comercial em questão fica no Alphaville, bairro nobre de Campinas, a dois minutos da antiga sede da 3xBit.

A empresa alugou a propriedade há três meses, porém pagou apenas pelo primeiro e começou uma reforma sem a autorização do proprietário. Além disso, segundo nossa fonte, não houve tentativa de negociação. 

Separador de texto - Bitcoin.

Despejo da sede 

No dia 1 de novembro, o Juiz Herivelto Araujo Godoy, da 8ª Vara Cível de Campinas, determinou que a 3xBit deixasse o imóvel utilizado como sede da empresa no Alphaville Empresarial, em razão de inadimplência. 

“Assim, presentes os demais requisitos legais, CONCEDO o pedido liminar, a fim de determinar a desocupação do imóvel em quinze dias. A expedição do mandado de desocupação fica condicionada ao oferecimento de caução no valor equivalente a 3 (três) aluguéis”, deliberou Godoy.

Separador de texto - Bitcoin.

O CEO da exchange, Saint Clair de Souza Izidoro, apareceu como requerido no processo de despejo movido pela LCD Empreendimentos e Participações Ltda., no valor de R$322.650,00.

Após a decisão do juiz, Saint Clair tem 15 dias para apresentar uma defesa e efetuar o pagamento pendente a fim de evitar a rescisão do contrato de locação.

Separador de texto - Bitcoin.

Em nota, a exchange informou que seu Departamento Jurídico está negociando com a imobiliária para quitar os valores em aberto antes de recorrer judicialmente. Além disso, a assessoria alegou que a corretora decidiu mudar de endereço para reduzir custos, pois acredita que “não faz sentido ocupar um prédio de 3 andares inteiros.”

A nova sede, já ocupada, está localizada na Rua Fioravante Basilio Maglio, 204, Vila Nova Valinhos, Campinas.

Separador de texto - Bitcoin.

Atrasos nos pagamentos

A 3xBit protela o pagamento de seus clientes há meses. Quando investidores relataram atrasos para retirar dinheiro da corretora, a justificativa foi de que seu sistema e processos internos estavam sendo otimizados. 

No dia 12 de setembro, a corretora prometeu um prazo de até 3 semanas para a regularização dos saques, o qual foi descumprido. 

Na tarde desta quarta-feira (13), a 3xBit respondeu à reclamação de um cliente no site Reclame Aqui afirmando que não tem previsão para regularizar o problema.

Separador de texto - Bitcoin.

EletroPay

No início de outubro, a Eletropay, solução chinesa de pagamentos com criptomoedas, foi representada por Saint Clair Izidoro no programa Shark Tank Brasil. A empresa recebeu uma proposta de investimento de R$3,2 milhões que, mais tarde, foi reprovada por conta de um documento não fornecido.

Rodrigo Ambrissi, desenvolvedor da Eletropay, declarou que a companhia não tem vínculos com a 3xBit e apenas concede a ela uma licença de uso da marca e do hardware no Brasil.

 

 

Cadastre seu e-mail para receber notícias e novidades em primeira mão.

Gostou desse artigo? Seja o primeiro a ver outros conteúdos como esse.


Compartilhe com seus amigos
About The Author

Somos a vanguarda da informação sobre Bitcoin e altcoins no Brasil.Desde 2013, fazemos iniciantes entenderem o que é criptomoeda e como funciona a blockchain e ajudamos especialistas a tomar decisões de investimento por meio de conteúdo original e notícias relevantes sobre as diferentes moedas digitais. Para isso, tornamos o conhecimento acessível em artigos, tutoriais, vídeos, podcasts e newsletters. Neles, informamos diariamente o valor do Bitcoin, Ethereum, Bitcoin Cash, Litecoin ou outros ativos, acompanhamos a movimentação do mercado de Bitcoin e seus efeitos sobre outras criptomoedas, avaliamos exchanges, moedas e outros projetos, trazemos especialistas para explicar conceitos e acontecimentos, e ensinamos desde operações básicas, como comprar Bitcoin, até mais complexas, como montar uma máquina de mineração.Se você quer ser o primeiro a saber disso tudo, acompanhe nossas redes sociais.