fbpx

Follow us on social

Indeal

Justiça determina que Indeal devolva mais de R$121 mil a cliente da empresa

Compartilhe com seus amigos

Em decisão publicada nesta terça-feira (28) no Diário de Justiça do Estado de São Paulo, o juiz Ricardo Hoffmann determinou que a Indeal — empresa acusada de operar uma pirâmide financeira prometendo rendimentos com Bitcoin — efetue o pagamento de R$121.528,88 a um de seus clientes. O prazo para cumprir a determinação é de 15 dias.

“Intime(m)-se a parte(s) devedora(s) pessoalmente, por carta com aviso de recebimento, para que efetue(m) o pagamento do valor da condenação, devidamente corrigido, no prazo de 15 dias, sob pena de multa de 10%”, afirmou o juiz.

Separador de texto - Bitcoin.

Indeal

A Indeal atuava de forma ilícita oferecendo rendimentos com criptomoedas. Os clientes da empresa recebiam propostas de investimentos alegando que poderiam ter lucros de até 30% ao mês. No entanto, a Indeal era apenas uma pirâmide financeira que foi encerrada em 2019 pela Polícia Federal, durante a Operação Egypto, deixando um prejuízo estimado em mais de R$1 bilhão. 

A polícia prendeu os líderes da empresa, além de bens como carros de luxo. Os veículos foram leiloados pela justiça com o objetivo de arrecadar dinheiro para pagar pelo menos uma parte dos clientes prejudicados. No entanto, o valor obtido é muito inferior à dívida da empresa. 

Separador de texto - Indeal.O processo

 

De acordo com Hoffmann, o autor do processo afirmou que realizou aportes financeiros na Indeal visando a aplicação em criptomoedas. Posteriormente, a empresa enviou um contrato de prestação de serviços em que constava acréscimos ao investimento financeiro feito pelo cliente, totalizando o importe de R$121.528,88. Todavia, ao solicitar o resgate dos valores investidos na Indeal, o investidor não teve sucesso. 

“[o autor do processo] alega que após acréscimos no investimento e pedido de levantamento total de seus créditos, a ré não respondeu quando contatada e até o presente momento não efetuou o pagamento do valor devido à parte autora”, declarou o juiz.

Levando em conta o prejuízo causado pela empresa, Hoffmann determinou a rescisão contratual e a restituição do valor desembolsado pela vítima.

 

 

Cadastre seu e-mail para receber notícias e novidades em primeira mão.

Gostou desse artigo? Seja o primeiro a ver outros conteúdos como esse.


Compartilhe com seus amigos
About The Author

Somos a vanguarda da informação sobre Bitcoin e altcoins no Brasil. Desde 2013, fazemos iniciantes entenderem o que é criptomoeda e como funciona a blockchain e ajudamos especialistas a tomar decisões de investimento por meio de conteúdo original e notícias relevantes sobre as diferentes moedas digitais. Para isso, tornamos o conhecimento acessível em artigos, tutoriais, vídeos, podcasts e newsletters. Neles, informamos diariamente o valor do Bitcoin, Ethereum, Bitcoin Cash, Litecoin ou outros ativos, acompanhamos a movimentação do mercado de Bitcoin e seus efeitos sobre outras criptomoedas, avaliamos exchanges, moedas e outros projetos, trazemos especialistas para explicar conceitos e acontecimentos, e ensinamos desde operações básicas, como comprar Bitcoin, até mais complexas, como montar uma máquina de mineração. Se você quer ser o primeiro a saber disso tudo, acompanhe nossas redes sociais.