fbpx

Follow us on social

Grupo Bitcoin Banco

Grupo Bitcoin Banco deve esclarecer a possível existência de uma filial da Negociecoins em Bogotá

Compartilhe com seus amigos

Juíza diz que Grupo informou extratos bancários de apenas 3 de suas 8 empresas.

 

Separador de texto - Bitcoin.

 

 

Na segunda-feira (4), o Grupo Bitcoin Banco solicitou a recuperação judicial de oito empresas no Tribunal de Justiça do Paraná. 

No entanto, na noite desta quarta-feira (6), a juíza Mariana Gluszcynski Fowler Gusso solicitou ao GBB uma série de explicações em relação ao documento apresentado. 

A magistrada dá um prazo de 15 dias para que o grupo regularize a petição inicial prestando os esclarecimentos solicitados, bem como apresentando os documentos determinados em sua totalidade. 

A seguir estão as principais informações que o GBB deverá prestar ao TJPR para dar andamento na recuperação judicial.

Separador de texto - Grupo Bitcoin Banco.

Na solicitação, Gusso aponta: “Em que pese não tenha sido mencionada na petição inicial, da análise da certidão de mov. 1.36 constatei a existência de filial da empresa Negociecoins em Bogotá”. Ela pede, portanto, que o autor do processo esclareça a informação e reúna a documentação relativa à possível sucursal. 

Separador de texto - Grupo Bitcoin Banco.

A juíza constata, ainda, que não houve a publicação de todos os balanços patrimoniais e demonstrativos dos resultados acumulados nos últimos três anos (2016, 2017, 2018) das oito empresas. 

“É necessária a regularização de tal documentação, ressalvando-se os balanços/demonstrativos relativos a empresas que foram constituídas em momento posterior. Ainda assim, os documentos mencionados devem ser juntados desde o ano da constituição das empresas”, relatou Gusso.

Separador de texto - Bitcoin.

A magistrada prossegue pedindo que no documento tenha um relatório do fluxo de caixa relativo aos últimos três anos de exercícios sociais de todas as empresas: 

“Considerando-se que o único documento encontrado relativo a fluxo de caixa é o de mov. 1.80, intime-se a parte autora para que apresente o relatório gerencial de fluxo de caixa e de sua projeção, relativas aos últimos três exercícios sociais, de todas as empresas autoras, conforme disposto no art. 51, II, “d”, da Lei 11.101/2005.”

Separador de texto - Bitcoin.

Gusso enfatiza que localizou extratos bancários apenas relacionados às empresas TEM BTC Serviços Digitais LTDA, Principal Apoio Administrativo LTDA e Zater Technologies LTDA, pedindo que sejam enviados os extratos das demais empresas do grupo.

Separador de texto - Grupo Bitcoin Banco.

                                                   

Finalmente, outra menção importante feita pela juíza refere-se à CLO Participações e Investimentos S/A, que não está entre as oito empresas citadas pelo Grupo Bitcoin Banco:

“Ciente de que a parte autora juntou no mov. a certidão simplificada da CLO Participações e Investimentos S/A, que embora não seja autora da presente demanda, trata-se de uma sociedade anônima fechada que é sócia majoritária de todas as empresas que compõem o grupo. Todavia, constato aparente inconsistência nas certidões apresentadas, eis que sua participação no capital de todas as empresas é muito superior ao capital social que possui, tanto no que diz respeito ao capital social (R$ 100.000,00) quanto ao capital integralizado (R$ 10.000,00), conforme se verifica da certidão de mov. 1.65. Esclareça a parte autora, em especial considerando-se que o art. 51, I da Lei 11.101/2005 dispõe quanto a necessidade de exposição das causas concretas da situação patrimonial da devedora”.

Separador de texto - Grupo Bitcoin Banco.

                                               

Clique aqui para acessar o documento completo.

Separador de texto - Grupo Bitcoin Banco.

Para você, o pedido de recuperação judicial deve ser aceito pelo Tribunal de Justiça do Paraná?

 

 

Cadastre seu e-mail para receber notícias e novidades em primeira mão.

Gostou desse artigo? Seja o primeiro a ver outros conteúdos como esse.


Compartilhe com seus amigos
About The Author

Somos a vanguarda da informação sobre Bitcoin e altcoins no Brasil.Desde 2013, fazemos iniciantes entenderem o que é criptomoeda e como funciona a blockchain e ajudamos especialistas a tomar decisões de investimento por meio de conteúdo original e notícias relevantes sobre as diferentes moedas digitais. Para isso, tornamos o conhecimento acessível em artigos, tutoriais, vídeos, podcasts e newsletters. Neles, informamos diariamente o valor do Bitcoin, Ethereum, Bitcoin Cash, Litecoin ou outros ativos, acompanhamos a movimentação do mercado de Bitcoin e seus efeitos sobre outras criptomoedas, avaliamos exchanges, moedas e outros projetos, trazemos especialistas para explicar conceitos e acontecimentos, e ensinamos desde operações básicas, como comprar Bitcoin, até mais complexas, como montar uma máquina de mineração.Se você quer ser o primeiro a saber disso tudo, acompanhe nossas redes sociais.