fbpx

Follow us on social

Atlas Quantum

Cliente que processou a Atlas Quantum receberá mais de R$430 mil

Nesta segunda-feira (13), o juiz Rodrigo Ramos do Tribunal de Justiça de São Paulo determinou que a Atlas Quantum devolva o dinheiro investido por um cliente da empresa de arbitragem. O valor da ação é de R$433.906,27.

O cliente da corretora alegou no processo que a Atlas Quantum não cumpriu o prazo contratual e que a empresa opera ilegalmente. 

Separador de texto - Bitcoin.

O juiz declarou que as provas apresentadas pelo autor da ação aparentam ser verdadeiras, visto que no contrato a Atlas Quantum se comprometeu a operar com os valores investidos pelo autor visando obter lucros em compra e venda de criptomoedas. 

O autor da ação informou que solicitou a retirada de valores da plataforma há mais de 30 dias e que até o momento não recebeu nenhuma quantia, de modo que a empresa está desrespeitando a regulamentação do contrato. 

Separador de texto - Bitcoin.

De acordo com o juiz, existe perigo de dano ao cliente, visto que a Atlas Quantum enfrenta problemas junto às autoridades reguladoras do sistema creditício e financeiro. Além disso, Ramos enfatizou que as criptomoedas são voláteis.

Por conta disso, o pedido do autor da ação foi aceito, determinando que a Atlas Quantum disponibilize em até 5 dias o valor dos saques solicitados. Caso a determinação não seja cumprida, a ré ficará sujeita à pena de arresto direto em suas contas. 

Separador de texto - Bitcoin.

A Atlas Quantum poderá contestar a decisão em até 15 dias úteis. 

Em caso de ausência de contestação, presumirse-ão verdadeiras as alegações de fato formuladas na petição inicial”, informou Ramos.

Separador de texto - Atlas Quantum.

Relembre o caso

Em agosto de 2019, a empresa de arbitragem Atlas Quantum começou a atrasar os saques de seus clientes.

Inicialmente, a Atlas prometeu resolver a situação em 4 dias úteis, prazo que foi estendido para uma semana e, depois, para 30 dias. Até que a empresa disse que não tinha uma previsão para normalizar a situação.

Separador de texto - Atlas Quantum.

De acordo com Rodrigo Marques, CEO da Atlas Quantum, o problema iniciou quando a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) proibiu a Atlas de ofertar títulos ou contratos de investimentos coletivos. A decisão resultou na repentina e grande quantidade de solicitações de saques que supostamente levou ao bloqueio de valores dos clientes custodiados em exchanges do exterior, em razão do volume atípico de movimentações. Segundo a plataforma, foram 15 mil pedidos de saques.

Foram feitas várias promessas. No entanto, os clientes da Atlas Quantum continuam sem conseguir movimentar os valores investidos.

 

 

Cadastre seu e-mail para receber notícias e novidades em primeira mão.

Gostou desse artigo? Seja o primeiro a ver outros conteúdos como esse.

About The Author

Somos a vanguarda da informação sobre Bitcoin e altcoins no Brasil. Desde 2013, fazemos iniciantes entenderem o que é criptomoeda e como funciona a blockchain e ajudamos especialistas a tomar decisões de investimento por meio de conteúdo original e notícias relevantes sobre as diferentes moedas digitais. Para isso, tornamos o conhecimento acessível em artigos, tutoriais, vídeos, podcasts e newsletters. Neles, informamos diariamente o valor do Bitcoin, Ethereum, Bitcoin Cash, Litecoin ou outros ativos, acompanhamos a movimentação do mercado de Bitcoin e seus efeitos sobre outras criptomoedas, avaliamos exchanges, moedas e outros projetos, trazemos especialistas para explicar conceitos e acontecimentos, e ensinamos desde operações básicas, como comprar Bitcoin, até mais complexas, como montar uma máquina de mineração. Se você quer ser o primeiro a saber disso tudo, acompanhe nossas redes sociais.

Post a Comment

You don't have permission to register