fbpx

Follow us on social

darknet

Na Darknet, máscaras de proteção, testes de coronavírus e cloroquina são vendidos com pagamento em Bitcoin

Fornecedores que vendiam drogas e outros bens ilícitos na darknet agora estão ganhando dinheiro com os produtos mais procurados durante a pandemia de coronavírus.

 

Separador de texto - Bitcoin.

 

Sites de compras da darknet, que vendem desde drogas até cartões de créditos roubados, agora estão registrando um aumento significativo de mercadorias anunciadas para proteger e até mesmo combater a pandemia de coronavírus, revelou um estudo feito pela empresa Elliptic. 

As vendas dos produtos, realizadas em diversos países, aceitam Bitcoin e outras criptomoedas como formas de pagamento, devido à relativa privacidade que essas transações oferecem.

Separador de texto - Bitcoin.

Mercadorias 

Com a rápida expansão do coronavírus pelo mundo, máscaras de proteção, gel 70% e outros produtos sumiram das prateleiras de lojas, farmácias e mercados. Além disso, com o crescimento da demanda e a oferta limitada das mercadorias, os preços dos itens desejados aumentaram significativamente. 

A situação está sendo explorada por sites de comércio eletrônico da darknet. Máscaras do modelo N95, por exemplo, são vendidas por preços muito abaixo do mercado: em um dos anúncios, cada unidade custa cerca de US$1,75. O valor é significativamente menor do que aqueles cobrados em mercado legítimos da Internet, como Amazon e eBay, onde cada máscara é negociada por mais de US$10. 

Separador de texto - Bitcoin.

A lista de produtos relacionados ao coronavírus não termina aqui. Na darknet, é possível encontrar também “tiras de teste de COVID-19” por US$92 cada, o equivalente a cerca de R$480. 

 

darknet

 

Remédios

A preocupação com o coronavírus criou um grande interesse por possíveis tratamentos. No entanto, ainda não existe uma solução com eficácia 100% comprovada. Inicialmente, existem evidências de que a cloroquina, medicação usada no tratamento contra a malária, pode apresentar bons resultados em alguns casos de COVID-19. 

O interesse por esse medicamento cresceu significativamente após o presidente americano Donald Trump comentar sobre seu potencial. Por conta disso, listagens de cloroquina começaram a aparecer no mercado da darknet. 

Em um anúncio, um pacote com 150 comprimidos é vendido por US$500, o equivalente a R$2.609,35 na cotação de hoje (7).  

Separador de texto - Bitcoin.

Neste cenário, o que mais preocupa é o surgimento das listagens de “curas” para o coronavírus. Além de praticamente não fornecerem informações, os produtos certamente são falsos: o único objetivo, evidentemente, é obter alguma vantagem com o desespero das pessoas. 

 

 

 

Cadastre seu e-mail para receber notícias e novidades em primeira mão.

Gostou desse artigo? Seja o primeiro a ver outros conteúdos como esse.

About The Author

Somos a vanguarda da informação sobre Bitcoin e altcoins no Brasil. Desde 2013, fazemos iniciantes entenderem o que é criptomoeda e como funciona a blockchain e ajudamos especialistas a tomar decisões de investimento por meio de conteúdo original e notícias relevantes sobre as diferentes moedas digitais. Para isso, tornamos o conhecimento acessível em artigos, tutoriais, vídeos, podcasts e newsletters. Neles, informamos diariamente o valor do Bitcoin, Ethereum, Bitcoin Cash, Litecoin ou outros ativos, acompanhamos a movimentação do mercado de Bitcoin e seus efeitos sobre outras criptomoedas, avaliamos exchanges, moedas e outros projetos, trazemos especialistas para explicar conceitos e acontecimentos, e ensinamos desde operações básicas, como comprar Bitcoin, até mais complexas, como montar uma máquina de mineração. Se você quer ser o primeiro a saber disso tudo, acompanhe nossas redes sociais.

Post a Comment

You don't have permission to register