fbpx

Follow us on social

Crescimento de setores digitais ajudam a consolidar o mercado de criptomoedas no Brasil e no mundo

Uma das principais características das criptomoedas é a liberdade quanto ao uso delas para qualquer tipo de serviço. Isso explica como elas continuam a ganhar espaço no mercado financeiro todo ano. Em 2020, por exemplo, o crescimento em comparação com o ano passado atingiu quase 30%. Com esse aumento, foi possível perceber que um dos principais aliados do Bitcoin e de outras moedas digitais é o setor do entretenimento digital. Além de ser aceita como pagamento em diferentes plataformas deste setor, a criptomoeda ganhou espaço em documentários e séries produzidos ao redor do mundo.

 

Em abril deste ano, uma pesquisa sobre o mercado brasileiro de criptomoedas apontou para um crescimento recorde quanto ao uso delas para investimento e câmbio. O número de clientes novos em corretoras, por exemplo, ficou entre 15% e 30%. Além disso, o volume de movimentação das moedas digitais chegou a crescer 84% em apenas um mês e 32% no trimestre. Ou seja, os números colocam 2020 como um dos melhores anos para a área.

 

Fonte: Pixabay

Esse crescimento, no entanto, não fica restrito ao Brasil. Na verdade, outros países ao redor do mundo viram taxas ainda mais positivas. Nos primeiros dias deste ano, por exemplo, o Bitcoin teve um crescimento de 8% e chegou a valer quase US$ 9 mil. Atualmente, pelo menos até setembro, a moeda digital mais conhecida do mundo cresceu ainda mais e ultrapassou os US$ 10 mil de valor. A tendência é de ainda mais crescimento, principalmente após a execução do halving.

 

Para quem ainda não entende do assunto, o halving é uma forma de controle criada para diminuir a quantidade de bitcoins mineradas. A cada quatro anos, a emissão da moeda é reduzida pela metade, como se fosse a meia-vida dela. Em maio deste ano, mais especificamente no dia 21, o halving voltou a acontecer e cortou o número máximo de bitcoins emitidos a cada dez minutos de 12,5 para 6,25. O próximo evento está marcado para acontecer apenas em 2024.

 

A ajuda do entretenimento digital

O halving não foi o único motivo para a valorização do Bitcoin ao redor mundo. A verdade é que podemos apontar que, de forma direta e indireta, a popularização e o crescimento do entretenimento digital ajudou bastante as moedas digitais. Por exemplo, a Netflix possui alguns documentários sobre o assunto, inclusive um episódio na série de sucesso chamada Explicando. Essa e outras produções ajudaram a tirar dúvidas e a desmistificar algumas informações sobre as criptomoedas.

 

Fonte: Pixabay

De forma mais direta, o entretenimento digital é um dos setores que mais aceitam e utilizam as moedas digitais como forma de pagamento. Algumas plataformas de streaming de eSports, como a TwitchTV, por exemplo, aceitam o Bitcoin em algumas situações para que o usuário se torne assinante, o site da Amazon oferece descontos para quem paga desta maneira. Algumas plataformas de cassino online também vão pelo mesmo caminho. Vários dos portais indicados nesta lista, como o Casimba e o Casushi, além de aceitarem que o pagamento seja feito com dinheiro real, têm entre suas formas de pagamento e-wallets como a Skrill e a Neteller, que trabalham com criptomoedas. Não podemos deixar de fora alguns sites que vendem games online, como a G2A e a Eneba. Esses portais também permitem que os jogadores escolham o Bitcoin na hora de pagar os jogos comprados.

 

Até mesmo algumas empresas gigantes do entretenimento e da tecnologia estão abrindo as portas para as criptomoedas. A Microsoft, por exemplo, permite que qualquer compra realizada na loja da Xbox seja paga desta maneira. Com as vendas do console da empresa atingindo quase 50 milhões de pessoas ao redor do mundo, é bastante significativa a presença da opção de Bitcoin na loja norte-americana.

 

Mais crescimento no futuro

Apesar dos excelentes números em 2020, o mercado das criptomoedas ainda tem bastante espaço para crescer. Os rumores de uma possível parceria entre a PayPal, que é a maior carteira digital dos Estados Unidos, e o Bitcoin estão aumentando. Caso essa negociação se confirme, as moedas digitais poderiam dar um salto gigantesco no mercado financeiro. Ver as moedas digitais mais popularizadas é um sonho realizado para o setor.

 

As criptomoedas já mostraram que são o futuro, e os números estão aí para provar. O crescimento ao lado do entretenimento digital é o casamento perfeito, pois os dois mercados têm muito em comum. Resta ficar de olho nos resultados para os próximos meses e anos, só assim para acompanhar até onde o Bitcoin e outras moedas digitais podem chegar no futuro.

Cadastre seu e-mail para receber notícias e novidades em primeira mão.

Gostou desse artigo? Seja o primeiro a ver outros conteúdos como esse.

About The Author

Somos a vanguarda da informação sobre Bitcoin e altcoins no Brasil. Desde 2013, fazemos iniciantes entenderem o que é criptomoeda e como funciona a blockchain e ajudamos especialistas a tomar decisões de investimento por meio de conteúdo original e notícias relevantes sobre as diferentes moedas digitais. Para isso, tornamos o conhecimento acessível em artigos, tutoriais, vídeos, podcasts e newsletters. Neles, informamos diariamente o valor do Bitcoin, Ethereum, Bitcoin Cash, Litecoin ou outros ativos, acompanhamos a movimentação do mercado de Bitcoin e seus efeitos sobre outras criptomoedas, avaliamos exchanges, moedas e outros projetos, trazemos especialistas para explicar conceitos e acontecimentos, e ensinamos desde operações básicas, como comprar Bitcoin, até mais complexas, como montar uma máquina de mineração. Se você quer ser o primeiro a saber disso tudo, acompanhe nossas redes sociais.

Post a Comment

You don't have permission to register