fbpx

Follow us on social

Alemanha

Após lançamento da nova lei, 40 bancos alemães demonstraram interesse em oferecer serviços de criptomoedas

Compartilhe com seus amigos

A  4ª Diretiva de Lavagem de Dinheiro da União Europeia permite que bancos autorizados ofereçam serviços relacionados a criptomoedas.

 

Separador de texto - criptomoeda.

 

A Autoridade Federal de Supervisão Financeira da Alemanha (BaFin), órgão regulador financeiro da Alemanha, recebeu mais de quarenta manifestações de interesse de bancos que querem oferecer serviços de custódia de criptomoedas no país.

Separador de texto - Bitcoin.

Nova lei permite que bancos ofereçam serviços de criptografia

No dia 1º de janeiro deste ano, entrou em vigor na Alemanha as novas normas da 4ª Diretiva de Lavagem de Dinheiro da União Europeia, que permite que os bancos ofereçam aos seus clientes serviços de custódia e negociação criptomoedas juntamente com produtos de investimentos tradicionais, como ações e títulos. Para isso, as instituições financeiras necessitam ter uma licença da BaFin. 

Separador de texto - Bitcoin.

BaFin afirma que expressões de interesse não são pedidos de permissão

Um porta-voz do BaFin esclareceu ao jornal Handelsblatt que as manifestações de interesse demonstradas pelos bancos não significam um pedido de permissão para oferecerem serviços relacionados às criptomoedas. O órgão regulador financeiro da Alemanha havia solicitado anteriormente que as instituições que estavam fornecendo serviços de criptografia apresentassem uma manifestação de interesse informal.

Separador de texto - criptomoeda.

solarisBank

Em dezembro de 2019, a fintech alemã solarisBank comunicou o lançamento de uma plataforma de custódia para ativos digitais que seria administrada pela sua subsidiária, solaris Digital Assets GmbH. A novidade pode ser acessada por API (application programming interface) e dá acesso a todos os serviços bancários digitais da solarisBank.

O comunicado informou na época que a solaris Digital Assets estava trabalhando para atender todos os requisitos regulamentares do mercado alemão, com o objetivo de garantir um armazenamento compatível dos ativos digitais, dispensando os clientes da necessidade de solicitar a licença. A empresa declarou iria solicitar uma licença para custódia de criptomoedas em 2020.

 

 

Cadastre seu e-mail para receber notícias e novidades em primeira mão.

Gostou desse artigo? Seja o primeiro a ver outros conteúdos como esse.


Compartilhe com seus amigos
About The Author

Somos a vanguarda da informação sobre Bitcoin e altcoins no Brasil. Desde 2013, fazemos iniciantes entenderem o que é criptomoeda e como funciona a blockchain e ajudamos especialistas a tomar decisões de investimento por meio de conteúdo original e notícias relevantes sobre as diferentes moedas digitais. Para isso, tornamos o conhecimento acessível em artigos, tutoriais, vídeos, podcasts e newsletters. Neles, informamos diariamente o valor do Bitcoin, Ethereum, Bitcoin Cash, Litecoin ou outros ativos, acompanhamos a movimentação do mercado de Bitcoin e seus efeitos sobre outras criptomoedas, avaliamos exchanges, moedas e outros projetos, trazemos especialistas para explicar conceitos e acontecimentos, e ensinamos desde operações básicas, como comprar Bitcoin, até mais complexas, como montar uma máquina de mineração. Se você quer ser o primeiro a saber disso tudo, acompanhe nossas redes sociais.