fbpx

Follow us on social

Microlancer revoluciona a Gig Economy com o Bitcoin

Bitcoin Press Release: Movido pela nova camada de pagamentos do Bitcoin, um pequeno site dedicado à gig economy está explodindo no aumento de usuários — e o desenvolvedor por traz dele tem grandes planos.

 

3 de junho de 2020, São Francisco, EUA: A Microlancer.io, uma plataforma voltada à gig economy (também conhecida como a economia de freelances), acabou de anunciar suas estatísticas de crescimento, as quais indicam que a gig economy está prestes a experienciar um boom impulsionado pelo Bitcoin. Com 40 milhões de desempregados apenas nos EUA, para muitos encontrar um emprego é praticamente impossível. Consequentemente, maneiras fáceis de ganhar um pouco de dinheiro são um antídoto esperado para sustentar muitos durante a recessão.

 

Não é como se o anúncio da Microlancer se pareça em qualquer sentido com uma conferência de acionistas da Berkshire Hathaway ou uma promoção série A da Bitcoin Suisse. As relações do “investidor” são mantidas bastante puras. Investidores no Microlancer também não têm sido investidores de risco, mas sim meros usuários e apoiadores que amam e apreciam os recursos da plataforma. Criar uma tarefa leva menos de 20 segundos e em alguns minutos executores ou “microlancers” do mundo todo se aplicarão para completar a tarefa.

 

Uma vez que a oferta for concluída a mágica acontece e a plataforma pode demonstrar suas forças. Enviar o pagamento é tão simples quanto tirar uma foto com seu smartphone. Graças à camada de pagamento do Bitcoin, a Lightning Network, os pagamentos são privados, instantâneos e com praticamente zero taxas, o que faz com que ambos os lados fiquem muito felizes. O executor recebe os fundos com contratos de depósito sem demora, enquanto, do outro lado, o terceirizador economiza potencialmente centenas de dólares em taxas de listagem e pagamento.

 

Mas o que está por trás do rápido crescimento — seria apenas uma moda ou há um modelo de negócios sólido? Tim, o único desenvolvedor por trás do site, acredita que a demanda é causada pela combinação de fatores econômicos e políticos:

 

“Meu objetivo com o Microlancer originalmente era apenas aumentar a adoção da Lightning, porque acredito que nosso atual sistema financeiro é cleptocrático, injusto e desigual e o Bitcoin é uma excelente alternativa. Pessoas desbancarizadas são completamente excluídas do comércio global e, basicamente, têm que decidir se aceitarão sua pobreza ou se lutarão contra um sistema que trabalha contra eles. O Microlancer soluciona esse problema.”

 

É inegável que a adoção o Bitcoin está avançando mais forte que nunca em lugares como a África ou a América Latina, em países que foram sufocados há anos pela devastação econômica e a inflação. Quando as pessoas enfrentam remessas e transferências internacionais restringidas, bem como a economia desabando, a possibilidade de trabalhar pode ser uma questão de sobrevivência, e sites como o Microlancer podem ser uma verdadeira salvação.

 

5.000 satoshis, correspondentes a cerca de 50 centavos, podem não valer um clique nos EUA, mas são um café da manhã em Gana. E por 5.000 sathosis você pode terceirizar mais do que imagina. Encontrar um hotel, ligar para uma loja de reparos em uma cidade estrangeira, deixar alguém criar uma logo para seu novo petshop. Independente do que você seja preguiçoso demais para fazer ou pesquisar no Google, no Microlancer alguém estará feliz em fazer isso por você. Isso não exclui o uso profissional e mais e mais empregadores estão atraídos pelo site por seu preço extremamente competitivo e conveniência. Tim também declarou:

 

“Eu queria ajudar pessoas que não podem trabalhar em sites tradicionais porque elas não podem cumprir os requisitos invasivos de KYC [conheça seu cliente] e as altas taxas comeriam todo seu trabalho. Estas pessoas são as mais empolgadas para usar o Microlancer.”

 

E parece que o Microlancer acertou no alvo à medida em que as estatísticas refletem um rápido crescimento e um surpreendente número de usuários cadastrados. Mas o site impactará os grandes concorrentes no mercado da gig economy? Freelancer, Fiverr e Upwork atualmente são plataformas multimilionárias com milhões em recursos. O Upwork teve um financiamento de US$168.8M, possui centenas de funcionários e sua valorização na IPO na Nasdaq foi de US$1.6B. Tim continua:

 

“Eu sou um um carinha lutando contra mamutes de US$1.6B  – mas a verdade é que essas corporações têm desvantagens também. Elas são lentas e burocráticas e não são inovadoras o suficiente para ver o potencial da Lightning. Os usuários escolherão o melhor serviço e estou bastante certo de que nossa curva de crescimento em breve será ainda mais acentuada, especialmente quando o Bitcoin conquistar uma adoção maior e novas altas históricas. Isso é inevitável.”

 

Para saber mais e começar a ganhar Sats hoje, visite o website: https://microlancer.io/ 

 

Detalhes do contato de mídia

E-mail: support@microlancer.io

Twitter: @microlancer

 

O Microlancer é a fonte dessa informação. Este comunicado de imprensa tem apenas propósito informativo. Moeda virtuais não são uma moeda corrente, não são amparadas por governos e contas e balanços não são sujeitos a proteção ao consumidor. Criptomoedas e tokens são extremamente voláteis. Não há garantia de um valor estável ou de qualquer valor.

 

Sobre o Bitcoin PR Buzz: como o primeiro serviço de comunicados de imprensa e agência de notícias do mundo dedicado ao Bitcoin e às criptomoedas, o Bitcoin PR Buzz ajudou mais de 800 clientes satisfeitos a alcançar suas metas durante seus 7 anos de atuação. Para fazer com que seu projeto apareça em alguns dos principais e mais populares sites de notícias sobre criptomoedas, visite o Bitcoin PR Buzz hoje mesmo.

 

Cadastre seu e-mail para receber notícias e novidades em primeira mão.

Gostou desse artigo? Seja o primeiro a ver outros conteúdos como esse.

About The Author

Somos a vanguarda da informação sobre Bitcoin e altcoins no Brasil. Desde 2013, fazemos iniciantes entenderem o que é criptomoeda e como funciona a blockchain e ajudamos especialistas a tomar decisões de investimento por meio de conteúdo original e notícias relevantes sobre as diferentes moedas digitais. Para isso, tornamos o conhecimento acessível em artigos, tutoriais, vídeos, podcasts e newsletters. Neles, informamos diariamente o valor do Bitcoin, Ethereum, Bitcoin Cash, Litecoin ou outros ativos, acompanhamos a movimentação do mercado de Bitcoin e seus efeitos sobre outras criptomoedas, avaliamos exchanges, moedas e outros projetos, trazemos especialistas para explicar conceitos e acontecimentos, e ensinamos desde operações básicas, como comprar Bitcoin, até mais complexas, como montar uma máquina de mineração. Se você quer ser o primeiro a saber disso tudo, acompanhe nossas redes sociais.

Post a Comment

You don't have permission to register